FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

Corinthians é condenado a pagar mais de R$ 1 milhão a Chicão



O Corinthians ganhou mais uma dívida para pagar. Na última semana, a 35ª Vara do Trabalho de São Paulo condenou o clube a desembolsar pouco mais de R$ 1 milhão com Chicão. 

 

 O zagueiro recorreu à Justiça reclamando do não pagamento de parte dos direitos de arena.

A decisão foi em 1ª instância e ainda cabe recurso. Procurado pelo Blog, o Corinthians assegurou que vai recorrer para tentar reverter a punição.

"Conseguimos provar na Justiça que todas as renovações desde 2008, para prorrogação do vínculo, representaram um contrato só", comemora o advogado do atleta, João Henrique Chiminazzo. "Isso foi fundamental para exigirmos os 20% de direito de arena. 




  O Corinthians só pagava 5%."

Chicão jogou no Parque São Jorge entre janeiro de 2008 e julho de 2013, período em que conquistou oito títulos e marcou 42 gols - é o segundo defensor com mais gols na história do clube. Apesar do passado vitorioso, ele foi encostado por Tite e acabou liberado de graça para o Flamengo em agosto do ano passado.

Inimigo nos tribunais, o zagueiro jura que segue ligado ao Alvinegro. A ponto de ter recusado uma proposta para jogar no Palmeiras em 2015. “Sou muito grato à torcida do Corinthians e a tudo o que conquistei lá. Não teria a menor condição de eu jogar no maior rival, nem que fosse por um caminhão de dinheiro”, justifica Chicão.


   O contrato com o Flamengo termina no dia 31 de dezembro e até o momento nenhum representante rubro-negro o procurou para discutir a possibilidade de renovação.

Mais processos - Antes de Chicão, outros dois ex-corintianos já haviam vencido o clube na Justiça. O goleiro Felipe ganhou ação de R$ 1,5 milhão, enquanto Marcelo Mattos, de R$ 1 milhão.

Já o volante Cristian, que negocia seu retorno ao Parque São Jorge, foi avisado pelo presidente Mario Gobbi que só será contratado se remover o processo.


Desempregado desde agosto, ele recorreu aos tribunais em 2011, também pela falta de pagamento dos direitos de arena.

A lista de atletas que processam o Timão também conta com o volante Jucilei e com os zagueiros Paulo André e William Machado. 




Fonte: Jorge Nicola