FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

Salário mínimo será de R$ 790

O estabelecido na proposta orçamentária encaminhada pelo Executivo era de R$ 788,06
Brasília. O relator do Orçamento de 2015, senador Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou, ontem (10), que o valor do salário mínimo previsto para vigorar no ano que vem será arredondado para R$ 790. O estabelecido na proposta orçamentária encaminhada pelo Executivo era de R$ 788,06. Esse incremento, disse Jucá, terá impacto de cerca de R$ 1,2 bilhão.

"É exatamente para facilitar a vida dos trabalhadores, das empresas e para garantir um ganho real no reajuste", afirmou Jucá. O número exato do salário mínimo de 2015 só será conhecido, no entanto, com um decreto editado pela presidente Dilma Rousseff no final do ano. O mínimo é calculado a partir de uma forma que leva em conta a inflação do ano anterior e o crescimento real do Produto Interno Bruto (PIB) de dois anos antes.

Inflação

O relator lembra que o ajuste é necessário porque a inflação (INPC) do ano já sofreu uma elevação nas contas do governo. "Se houver alguma mudança na questão da inflação ou do crescimento, o salário mínimo é o resultado dessa equação. Se houver um número surpresa, o salário poderá ser ajustado até o fim da votação (do Orçamento)".

Além disso, Jucá destinou R$ 12 bilhões para as emendas parlamentares, entre individuais e coletivas. A cota da individual será de R$ 16,3 milhões, contra os R$ 11,6 milhões de 2014.