FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Dnocs monitora situação climática no Estado


Acúmulo médio de recursos hídricos nos dois principais reservatórios cearenses, Castanhão e Orós, encontra-se em 21%.
açude castanhão


O Departamento Nacional de Obras Contra as Secas (Dnocs) informa que está monitorando a situação climática no estado do Ceará.

Segundo a Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídricos (Funceme), existe 64% de probabilidade do trimestre fevereiro-março-abril ser seco, 27% de chance de ser normal e 9% de ser chuvoso.

A acumulação média dos dois principais reservatórios cearenses, Castanhão e Orós, está em 21%. Os demais estão abaixo de 10% da capacidade total.

O mestre em Recursos Hídricos e chefe de Serviço de Monitoramento Hidrológico do Dnocs, André Mavignier, aponta o açude Castanhão como “a salvação” do abastecimento hídrico da capital cearense e sua Região Metropolitana (RMF), cidades do Baixo Jaguaribe e do Complexo Porto do Pecém.

Sobre as ações que podem ser tomadas para amenizar os prejuízos causados pela estiagem, o especialista citou como exemplos a perfuração e aparelhamento de poços, a distribuição de água por carros pipa e a implantação uma usina de dessalinização de água do Porto do Pecém.

* Com informações do Dnocs