FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Estádio do Corinthians é investigado na Operação Lava Jato, diz jornal

Ministério Público estaria investigando utilização indevida de verba da Petrobrás na construção da nova casa corintiana
 Intermediação com a empresa responsável pela remoção dos dutos da Petrobrás no terreno da Arena Corinthians teria rendido ao doleiro Alberto Youseff R$ 1,3 milhão (Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)
Intermediação com a empresa responsável pela remoção dos dutos da Petrobrás no terreno da Arena Corinthians teria rendido ao doleiro Alberto Youseff R$ 1,3 milhão (Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians)


O Corinthians será alvo de investigação do Ministério Público do Estado de São Paulo. De acordo com o jornal Valor Econômico, a instituição irá apurar se houve utilização indevida de verba da Petrobrás na construção do novo estádio do Timão, situado na zona leste de São Paulo.

A ação fará parte da Operação Lava Jato, que investiga um esquema de lavagem de dinheiro suspeito de movimentar mais de 10 bilhões de reais. Serão feitas ao menos cinco apurações sobre eventuais pagamentos de propinas em obras em São Paulo, por meio de repasses a empresas controladas pelo doleiro Alberto Youssef, um dos investigados na operação.

Durante a construção do estádio do Corinthians, foi necessária a remoção de dutos pertencentes à Petrobras. A obra foi realizada pela Odebrecht. Segundo a publicação, as investigações ainda estão em fase preliminar.


No último mês de novembro, foi revelada uma planilha contendo informações sobre cerca de 750 contratos de grandes empreiteiras do País e órgãos públicos, encontrada com o doleiro. O portfólio de contratos mostrou à Polícia Federal o mapa de negócio de Alberto Youssef, e um deles era as obras de construção do estádio do Corinthians.

A empresa Sacs, responsável pela remoção da tubulação da Petrobrás no terreno, aparece como uma das clientes. A intermediação teria rendido ao doleiro R$ 1,3 milhão.

Para a construção do estádio, o Corinthians conseguiu um financiamento público de R$ 400 milhões do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) por meio de repasses da Caixa Econômica Federal. 

FOX SPORT