FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

sexta-feira, 13 de março de 2015

Polícia procura homem suspeito de abusar e matar jumenta na Paraíba


Dono do animal diz que um homem teve relações sexuais com a jumenta. O animal teve um pedaço de madeira colocado na vagina e no reto.

Uma jumenta foi abusada por um homem no município de Araçagi, no Brejo da Paraíba. Segundo o agente de investigação da Polícia Civil, Tarcisio Noberto, o animal também teve introduzido em sua vagina e no seu reto um pedaço de madeira, o que ocasionou ferimentos graves e sua morte. O crime ocorreu no domingo (1º), mas a denúncia só foi realizada nesta quarta-feira (11), após o proprietário receber informações de quem seria o suspeito do abuso.

De acordo com Tarcisio Noberto, o proprietário do animal o procurou para contar a história. Segundo ele, o animal morreu alguns dias após o abuso e, com isto, não foi possível realizar os exames para confirmar que houve o ato sexual. Mesmo assim, o agente contou ter ouvido uma testemunha que confirma a versão do proprietário.

"Há informações de que após ter cometido o ato, o suspeito teria comentado com outras pessoas sobre o crime com o animal. Um vizinho chegou a contar a história para o proprietário e agora nosso trabalho é ouvir mais testemunhas. Policiais Militares já estão em busca do homem suspeito do crime", explicou o agente de investigação, Tarcisio Noberto.

Entristecido, o dono da jumenta, Ivanildo Torquato, ainda não acredita no que aconteceu com o seu animal. Segundo ele, a jumenta era muito bonita e bem cuidada, era um animal de estimação, parte da família. "É uma situação muito triste. Espero agora que ele pague pelo que fez. Quem fez isso não tem condições de viver em comunidade", disse Ivanildo. "Esse crime não pode ter sido causado por um ser humano 'normal', apenas por um doido ou um endemoniado", desabafou o dono do animal.

Ele comentou ainda que um primo do suspeito disse ter ouvido o parente dizer : "Hoje vou sair para 'comer' uma jumenta". Após ouvir o relato, o proprietário foi à Delegacia da cidade, onde realizou o boletim de ocorrência e agora espera pelas medidas policiais. Segundo o agente de investigação, o suspeito irá responder pelo crime de praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais.

G1