FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 23 de março de 2015

Quixadá Vence o Ceará Mais fica de Fora das Semi-finais


De um lado, um time aguerrido em busca de uma vaga nas semifinais do Campeonato Cearense. De outro, uma equipe desinteressada e recheada de reservas. Comum entre os dois, uma chuva torrencial capaz de fazer a famosa Galinha Choca de Quixadá se esconder em busca de abrigo. Na cidade dos monólitos, o time da casa venceu o Ceará por 3 a 1 sob forte tempestade. Balotelli, Leílson e Edson Cariús marcaram para o Quixadá, enquanto William Batoré, de pênalti, fez o de honra dos alvinegros.

Mesmo com a derrota, o Ceará assegura a melhor campanha do estadual e enfrenta o Guarani de Juazeiro nas semifinais. Já o esforçado Quixadá dá adeus ao Campeonato Cearense. Antes, o time de Porangabuçu duela contra Salgueiro pelas quartas-de-final da Copa do Nordeste. O jogo de ida está marcado para a próxima quarta-feira (25), em Pernambuco. A volta ocorre domingo (29) na Arena Castelão. 

Precisando da vitória, Quixadá partiu em busca de abrir o placar desde o início. No entanto, a equipe da casa esbarrava nos próprios erros nas tentativas de chegar à meta alvinegra. Enquanto isso, o Ceará incorporava o espírito de uma partida que não lhe interessava tanto e não fazia muito esforço para atacar.

Com essas posturas, demorou apenas 18 minutos para que o primeiro gol saísse. Balotelli mostrou o faro de gol do homônimo e polêmico centroavante italiano para aproveitar falha da zaga do Ceará e subir de cabeça na pequena área para abrir o placar. 

Com o gol do Quixadá, o Ceará acordou. O time de Silas passou a procurar mais o gol e foi premiado aos 35. William cobrou pênalti, sofrido por ele mesmo, com força e no meio do gol para deixar tudo igual.
Na segunda etapa, o elemento chuva se fez presente no Abilhão, tornando o gramado do estádio um verdadeiro pasto impraticável para que a bola rolasse como deveria. 

Assim, os principais lances de perigo só surgiram por meio da bola aérea. Foi dessa maneira que o Quixadá encontrou o caminho do segundo. O baixinho Leílson subiu sozinho para testar a bola no fundo das redes de Tiago e desempatar aos sete minutos. 

Com a chuva cada vez mais intensa e a grama cada vez mais enlameada, as tentativas de jogada individual de Robinho para o Ceará pareciam inúteis, enquanto o Quixadá buscava manter a empolgação para conseguir os gols que precisava para a classificação. Novamente através da bola aérea, o Canarinho do Sertão conseguiu ampliar. Edson Cariús aproveitou novo cruzamento da esquerda e complementou para dar números finais à "encharcada" partida.

O Povo