FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Fortaleza joga bem, mas é derrotado nos pênaltis e está eliminado da Copa do Brasil



Deola foi o vilão da noite. O goleiro falhou no segundo gol paranaense, além de isolar a cobrança decisiva da disputa. 

Não deu para o Fortaleza. Em noite fria na capital paranaense, o Leão foi derrotado pelo Coritiba por 2 a 1 no tempo normal, e deu adeus para a Copa do Brasil na disputa de pênaltis. Os gols do jogo foram marcados por Ruy e Rafhael Lucas para o Coxa, e Daniel Sobralense para o Leão. O Alviverde agora enfrenta a Ponte Preta na 3ª fase do torneio. 

Gol no fim castiga bom primeiro tempo

Mesmo com a pressão inicial do Coritiba, o Fortaleza não se acovardou. Logo em seu primeiro ataque, Cassiano não conseguiu chegar na bola e perdeu ótima chance para abrir o placar. O Coritiba só respondeu aos 17, com cabeçada de Leandro Almeida. O time Alviverde dava muita liberdade para o meio Tricolor, mas Daniel Sobralense e Wanderson pecavam nos passes finais. Sem muita criação, mas com posse de bola, o Fortaleza tentava no chute longo. Pio, em duas oportunidades, chegou perto do gol. 

O Coritiba, sempre pela esquerda, chegava com perigo. Aos 31 Ruy cruzou e por muito pouco Rafhael Lucas não abriu o marcador. Até que aos 40 veio o primeiro gol. Ruy, em chute despretensioso de fora da área, acertou o canto de Deola. Após o tento, o Coxa segurou mais seu ímpeto ofensivo, trocando passes no campo de defesa. Pathrice Wallace sequer deu acréscimo, e o jogo acabou aos 45.

Empate do Tricolor põe fogo no jogo

A segunda etapa começou com muitos erros de passe. Sem se encontrar, o Coritiba não conseguia pressionar o Fortaleza. E aos 8 minutos a situação piorou para o Coxa. Em escanteio cobrado por Pio, Daniel Sobralense subiu sozinho e empatou o jogo. Com o empate, a partida ficou mais animada. Em seguida, aos 9, Radar teve a chance de virar a partida, mas mandou longe do gol. Pouco tempo depois veio o castigo. Em lance digno de muitos rachões, Deola, dentro da pequena área, chutou em cima de Tinga, a bola sobrou para Rafhael Lucas, que só teve o trabalho de empurrar para as redes. 

Com o 2 a 1, a partida ficou aberta, com várias chances para os dois lados. Aos 25 minutos,Maranhão entrou no posto de Wanderson. O meia deu uma nova dinâmica para o Tricolor. Perto do fim, Daniel Sobralense, em cabeceio, obrigou Bruno a praticar um verdadeiro milagre. Já nos acréscismos, Lúcio Maranhão, que entrou no lugar de Pio, recebeu belo passe de Maranhão, passou pelo goleiro masacertou a trave. A vaga então teve que ser decidida nas penalidades. 

Com aproveitamento impressionante de ambas as equipes, a disputa foi para as cobranças alternadas. Cassiano bateu o 10° pênalti, obrigando os goleiros a também chutarem com a bola na marca da cal. Bruno bateu forte, no ângulo, sem chances para Deola. Já o arqueiro do Tricolor isolou completamente, encerrando a campanha do Fortaleza na Copa do Brasil. 

DN