FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

terça-feira, 16 de junho de 2015

Alto Santo: Aniversário e festa junina animam comércio


Aniversário do município e arraiá junino atraem visitantes e geram renda extra para comerciantes 

Alto Santo. Neste período do ano, as festividades e as capacitações vão movimentar este município da microrregião do Baixo Jaguaribe. Nesta quinta-feira, dia 18, começa o Arraiá Menino Deus, no Ginásio Coberto Lafayete Anselmo. O evento prossegue até o dia 21, com apresentações de quadrilhas municipais e regionais. É considerado um dos melhores festivais de quadrilha do Vale do Jaguaribe.

O festival acontece em dois momentos. No dia 18, ocorre a disputa das quadrilhas municipais e, no período de 19 a 21, a etapa regional, com a participação dos brincantes do Ceará.

Segundo o presidente da CDL de Alto Santo, Juvenal Rabelo, o comércio fica bastante aquecido no período. Defronte ao ginásio, são montadas várias barracas de comidas típicas e bebidas. Com isso, os comerciantes da região garantem uma renda extra. Já o setor têxtil e de vestuário ganham destaque devido à confecção dos trajes típicos do festival.

Rabelo lembra ainda que, no início deste mês, a festividade dos 57 anos de emancipação política de Alto Santo atraiu mais de 12 mil pessoas. O evento teve o estilo de micareta, com um trio elétrico percorrendo durante três dias toda a cidade, o que rendeu um aquecimento nas vendas do comércio, principalmente nos segmentos de vestuário, calçados e bebidas.

Outro evento que pretende movimentar o comércio de Alto Santo é a festa do padroeiro da Cidade, o Menino Deus, que acontece no mês de dezembro. Para esse período, Juvenal Rabelo antecipa que está planejando, juntamente com a diretoria e comerciantes da região, a segunda campanha "Natal premiado".

E comenta que, no ano passado, a promoção foi um sucesso. "Estamos iniciando o planejamento mais cedo para antecipar a data da campanha e assim ver o comércio aquecido por um período maior", justifica o dirigente.

Promoção

Enquanto isso, o empresário do ramo de material de construção, Waldir Bezerra, conta que, além do Natal Premiado, ele realiza promoções em seu estabelecimento comercial. "No meu segmento, as vendas tendem a melhorar no segundo semestre, pois vai chegando o fim do ano, as pessoas vão recebendo um dinheiro extra e aproveitam para reformar suas casas. A partir do mês de julho, acredito que o meu setor vai ter uma melhora", afirma otimista.

O empresário Sidnei Lopez, atuante em dois ramos de negócio de confecção e material de construção, também está se organizando para a campanha de fim de ano. "Nesse período, o retorno financeiro é muito satisfatório, pois atinge um crescimento de 30%", assegura.

Parceria

A Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Alto Santo, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), está realizando um ciclo de cursos na área do comércio direcionados para micro e pequenos empresários da região. A qualificação deu início neste mês e segue até novembro.

Os cursos são em seis módulos e apresentados por mês. Neste, o tema abordado é "Despertando e planejando para o associativismo". No decorrer dos meses seguintes, serão, respectivamente, "Gestão financeira na medida", "Gestão de Pessoas", "Praticando o associativismo", "Marketing e vendas", "Planejamento estratégico" e palestras sobre "Tributação na medida" e "Internet na medida".

Segundo o presidente da CDL, Juvenal Rabelo, a capacitação tem como objetivo qualificar os comerciantes do município para que possam aprimorar o atendimento no centro comercial e ampliar seus negócios. "Nós queremos qualificar a classe varejista para que juntos possamos impulsionar o desenvolvimento econômico da cidade". Ainda em parceria com o Sebrae, a entidade está estudando a possibilidade de realizar uma feira direcionada ao setor de confecção. A escolha pelo setor foi devido a sua crescente atuação em Alto Santo que conta com cerca de 20 fábricas.

Confecção

"A economia de Alto Santo é baseada na indústria de confecção, com uma produção de mais de um milhão de peças por mês. Esse número cresce ainda nos três últimos meses do ano, devido à proximidade das festas natalinas e de fim de ano", acrescenta Rabelo. De acordo com os dados do Anuário do Ceará (2013/2014), a economia do município forma um Produto Interno Bruto (PIB) de R$ 83.943,000, resultantes do setor Serviço (63,48%), da pecuária (24,58%) e da indústria (11,59%).

O presidente da CDL de Alto Santo, Juvenal Rabelo, destaca que o município tem atualmente a sua economia baseada na indústria de confecção, mas outros segmentos também contribuem para as finanças do município, como as produções de queijo, leite, castanha de caju, mel de abelha e a indústria de cerâmica e produção de telhas.

Mais informações:
CDL de Alto Santo
Endereço: Rua Joaquim Paula Nogueira, 386 - Centro
E-mail: juvenal_rabelo@hotmail.com

DN