FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

terça-feira, 14 de julho de 2015

Passado 10 Anos, Acontece Audiência Sobre Morte Do Garoto Enzo Que Morreu Vitima De Choque Elétrico Em Um Evento Publico De Limoeiro Do Norte




Passados dez anos da tragédia que tirou a vida de uma criança durante um evento internacional no interior do Ceará, o caso volta a ter seguimento na Justiça. Deverão ser ouvidas hoje as últimas testemunhas na morte de Enzo Gabriel, na época com cinco anos, vítima de choque elétrico em uma torre de iluminação do evento cultural internacional realizado pelo Governo do Estado. A morosidade no trato judicial com o caso foi denunciado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

"Após a oitiva de testemunhas esperamos entrar na fase das alegações finais", afirma o advogado Luciano Daniel, que representa Milena Bandeira, mãe do garoto morto.

O caso

Em agosto de 2005, aconteceu em Limoeiro do Norte o I Encontro dos Mestres do Mundo, evento internacional realizado pelo Governo do Estado envolvendo líderes de manifestações folclóricas do Brasil e de países convidados. Como outras crianças, Enzo Gabriel brincava na plateia no dia 27 daquele mês. Ao encostar em uma dos equipamentos que faziam a iluminação no meio da praça, sofreu uma forte descarga elétrica, causando morte imediata. Desde então, a família tenta que a Justiça identifique e penalize os responsáveis.

São réus no processo o Governo do Estado do Ceará e a Cariri Produções, proprietária do equipamento elétrico colocado sem isolamento no meio da praça. De acordo com a perícia feita na época do fato.

Após uma década parado, o caso está agora nas mãos da 14ª Vara de Justiça. A juíza Anna Cleyde deverá ouvir hoje algumas das testemunhas de defesa e de acusação. "Estamos confiantes de que neste ano, após tanta morosidade, haja decisão judicial de primeira instância", afirma Luciano Daniel.

Diário do Nordeste