FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

quinta-feira, 10 de setembro de 2015

População de Canindé quer redução de salário de prefeito e de vereadores


.

Canindé
Um movimento popular, encabeçado por moradores de Canindé, está se fortalecendo nas redes sociais em busca de pelo menos 2.500 assinaturas para apresentar uma emenda à Lei Orgânica Municipal. Iniciada no dia da Independência, a mobilização pretende reduzir o salário do prefeito, do vice, de secretários e também dos vereadores. Para conseguirem apresentar a proposta na Câmara Municipal eles precisam da assinatura de pelo menos 5% dos eleitores. Conforme dados do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Canindpe tem atualmente 56.525 eleitores.

Conforme informações divulgadas nas redes sociais, a emenda propõe a redução do salário mensal do prefeito, de R$ 12.900,00 atuais para R$ 6.304,00. O valor corresponde a oito salários mínimos. O vice-prefeito, que atualmente recebe R$ 8.600,00 terá redução para R$ 3.152,00 ou quatro salários mínimos. Os vereadores passarão a receber dois salários mínimos, R$ 1.576,00 ao invés dos R$ 8.016,00.

A reportagem do Diário do Nordeste tentou manter contato telefônico com a Prefeitura de Canindé e a Câmara Municipal, todavia, até a publicação desta edição as ligações não haviam sido atendidas. O vice-prefeito reassumiu a gestão municipal, interinamente, ainda na sexta-feira, 4, véspera do feriadão, após a Câmara de Vereadores aprovar o pedido cassação do mandato do prefeito Celso Crisóstomo. Um dia antes, dois vereadores, Francisco Alan de Oliveira Uchôa, conhecido como “Panta” e  José Alexandre Sousa Anastácio, foram afastados dos cargos por determinação da Justiça
DN