FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

sexta-feira, 25 de setembro de 2015

Trechos das BRs 116 e 222, no Ceará, estão entre os mais perigosos do país

Os trechos mais perigosos são os dos quilômetros 0 a 10, onde foram registrados 1.152 acidentes e 26 mortes.

Imprudência está entre as causas mais frequentes de acidentes fatais (Foto: Divulgação)

Os primeiros quilômetros das BR-116 e BR-222, em Fortaleza e Região Metropolitana, estão entre os mais perigosos das rodovias federais, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base em informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Em entrevista à Rádio Tribuna Band News FM, o chefe do Núcleo de Comunicação da PRF, Alexsandro Batista, informou que a coincidência com o perímetro urbano coloca os primeiros quilômetros da BR-116 como um dos mais críticos. “O principal fator está na conduta humana. Entretanto, aliado a esse fator, temos as proximidades do trânsito acontecendo numa maneira local. É uma situação onde, você saindo um pouco, cerca de 5 km, já encontra uma rodovia federal, com dinâmica completamente diferente”.

Segundo o levantamento do Ipea, os trechos mais perigosos são os dos quilômetros 0 a 10 da BR-222 (Fortaleza/Caucaia) e da BR-116 (Fortaleza). Eles tiveram 1.152 acidentes registrados em 2014 e 26 mortes. A imprudência está entre as causas mais frequentes de acidentes fatais. “A falta de atenção, a desobediência da sinalização e a ultrapassagem proibida”, aponta.

Tribuna do Ceará