FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Quixadá: Delegado e Inspetores da Polícia Civil são baleados durante ataque a carro-forte

Policiais Civis de várias delegacias do Ceará estão na região dando apoio a Polícia Militar, cerca de 50 homens estão trabalhando para capturar a quadrilha.

O Delegado da Polícia Civil de Quixadá, Salviano de Pádua e mais dois inspetores foram baleados durante um confronto com uma quadrilha fortemente armada, no início da tarde dessa quarta-feira, 28, na localidade de Ouro Preto, distrito de Juátama, nomunicípio de Quixadá.

Cerca de seis bandidos interceptaram o carro-forte, eles atiram no veículo com arma de grosso calibre, a equipe da Polícia Civil estava fazendo uma investigação em uma fazenda nas proximidades, quando se deslocou para o local. Os bandidos não se intimidaram e atiraram nos policiais que estavam sem coletes.

Dois dos quatros seguranças do carro-forte disseram, que um dos veículos de cor branca passou na frente, atirando, houve troca de tiros. “Eles atiraram nos pneus e em vários locais, o carro “morreu”, assim que parou, eles jogaram dinamites”. Um dos criminosos chegou a dizer: “ou vocês saem ou vão morrer queimados”.

Um dos vigilantes, disse que esse foi o segundo assalto sofrido, “é difícil, é arriscado, mas tenho uma família pra sustentar”. Segundo a Polícia Rodoviária Estadual-PRE, o assalto ocorreu no KM 176, da CE-060.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, o delegado foi atingido com tiros de raspão no ombro e na orelha esquerda e permanece no Hospital de Quixeramobim, juntamente com os inspetores Emerson Pereira Costa lesionado com um tiro no pescoço e Rodrigo Pinto, que sofreu um tiro na orelha. O inspetor Renato Cosmo Barboso vítima de disparo no braço e no ombro e foi levado ao IJF.

Duas aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Áreas - Ciopaer foram enviadas a região, uma fez o translado do inspetor Renato Barbosa ao IJF, em Fortaleza. Um dos bandidos foi morto na troca de tiros.

Os bandidos conseguiram levar o dinheiro que estava no cofre do automóvel, mas até o momento o valor não foi divulgado. Os criminosos fugiram no sentido ao distrito de Uruquê, em Quixeramobim, local onde aconteceu a troca de tiros.

Revista Central