FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Agora é Lei: Vereadores de Jaguaribara têm apenas 30 dias de férias




Historicamente no país chamado Brasil quem menos trabalha é quem mais se beneficia das vantagens e as fenecias período tipo: Férias, período de recesso e outras prerrogativas amparada pela Lei, que serve nada mais nada menos do que garantir regalias, mordomias para um seleto grupo social, o mais grave, tudo custeado com suor do trabalhador, com o dinheiro público. O trabalhador brasileiro além de pagar a conta de todas essas regalias existentes no universo político, no judiciário e etc, ainda é penalizado, porque necessariamente tem que trabalhar o ano inteiro, onde muitos destes supracitados têm em média 90 dias de folga, durante os 12 meses do ano.
 

Jaguaribara tem sinalizado que não compactua com esse procedimento, senão vejamos, essa reflexão: Será justo o vereador e outros políticos “trabalharem” apenas 9 meses e terem 90 dias de férias? Se formos analisar os 9 (nove) meses que trabalham e os resultados produtivos, podemos afirmar é desproporcional, assim, a Câmara municipal de Jaguaribara, que tem à frente o vereador Matusalém Peixoto Maia, apresentou a PEC do vereador Geovane Eduardo Araújo, que propôs a redução nas férias do Parlamento de Jaguaribara para apenas 30 dias, a proposta foi acatada pelos demais pares.

Lembrando que é a segunda PEC apresentada pelo parlamentar nesse contexto, onde primeiro reduziu-se de 90 dias para 45 dias e segundo o vereador, naquela oportunidade, houve uma revolução muito grande e agora, mais uma vez o parlamentar Geovani propôs redução para 30 dias, “Essa mudança é por conta que a composição do Parlamento Municipal de Jaguaribara, ser originária das mais diversas camadas sociais, onde um é policial, o outro é filho de agricultor, enfim, são representantes originários de família humilde, famílias trabalhadoras, diferentemente do passado”. E não do parlamento composto por filhos da burguesia, filhos de uma classe social que tem uma visão diferenciada do proletariado, como se vê em grande parte da história.

Com muita coragem, o Presidente Matusalém que está à frente da Câmara nesse segundo período legislativo, subscreveu a PEC do vereador Giovane, e afirmou ter sido boa a receptividade dos demais colegas em votar a emenda na Lei Orgânica do Município de Jaguaribara. A população sem dúvida está vendo com bons olhos, e está louvando essa ideia, “Quando eu na condição de Presidente conversei com os demais colegas, todos foram receptivos, inclusive o político vereador está na função muitas vezes de enfermeiro, porque ele precisa estar envolvido nas questões sociais, nós entendemos que nossa função não é bem essa, mas, em função da carência terminamos assim”.
 
O presidente da Câmara, vereador Mathusalém Peixoto Maia, destacou a crise financeira, “Nós procuramos é melhorar cada vez mais o nosso trabalho e assim, estamos buscando a imprensa para falar sobre as dificuldades da administração, eu tenho certeza que a população precisa tomar conhecimento do que nós estamos fazendo, este país precisa passar por uma reforma moral, restabelecer o sentimento cívico”. O Edil entende ser preciso priorizar e assim “Aos poucos a gente pretende reduzir os gastos e maximizar o trabalho”. Mathusalém afirmou que a Lei já está em vigência desde a sua publicação, o período de férias dos vereadores, será do dia 1° de janeiro ao dia 31 de janeiro de cada ano. “Quero dizer que a presidência da Câmara está à disposição da população de jaguaribana, do Estado do Ceará.''
O Presidente, considera a decisão da Câmara, em reformar a Lei Orgânica um grande ganho para a democracia.
Por:  Marfreitas

Postado: TV Jaguar