FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Corte no Bolsa Família atingiria 1,6 milhão de pessoas no Ceará, diz Governo


Diante da crise econômica, o corte no programa reduziria em 23 milhões o total de beneficiários, dos atuais 47,8 milhões, afirma o Governo


Raio-X do Bolsa Família no Ceará em outubro 



 Se aprovada a proposta de corte de R$ 10 bilhões no orçamento do programa Bolsa Família, conforme proposta do relatorRicardo Barros (PP-PR), o Ceará será o quarto estado mais atingido do País. Projeção feita pelo Ministério do Desenvolvimento Social(MDS) divulgada nesta segunda-feira, 9, mostra que 1,6 milhão de pessoas sairiam do programa. Do total, 621.052 pessoas entrariam em situação de pobreza extrema. 

Na tentativa de barrar o projeto do relator do Orçamento 2016 de cortar verba do Bolsa Família, o Governo Federal partiu para uma "batalha de números" contra a proposta. O objetivo é mostrar que, diante da crise econômica, o corte no programa reduziria em 23 milhões o total de beneficiários, dos atuais 47,8 milhões. Estados governados por opositores, como São Paulo, seriam os mais atingidos. 

No Ceará o programa atende, atualmente, mais de três milhões de famílias e é responsável por movimentar R$ 175 milhões por mês no Estado. O corte no orçamento atingiria 469.849 famílias, num total de 1.621.709 pessoas fora do programa. Desse número, 198.850 famílias entrariam em situação de extrema pobreza, um impacto de 621.052