FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Extrema pobreza e desigualdade reduzem drasticamente no Ceará em 10 anos



Nos últimos 10 anos, a desigualdade social e a extrema pobreza tiveram uma grande redução no Ceará, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), estudo encabeçado pelo IBGE para avaliar a evolução da renda das famílias no Brasil.

Os dados foram apresentados pelo Instituto de Pesquisas e Estratégias Econômicas do Ceará (IPECE), na tarde desta terça-feira (17), em Fortaleza, e chamam a atenção para a melhora das condições econômicas da população cearense.

De acordo com a pesquisa, o nível geral de pobreza das famílias cearenses diminuiu de 18,6 por cento em 2004 para 6,3 por cento em 2014.

O presidente do IPECE, professor Flávio Ataliba, explica o que contribuiu para que isso acontecesse.

IPECE