FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Lançamento do livro Estante do Tempo movimentou a literatura de Alto Santo


Dia 19 de dezembro último, a cidade de Alto Santo viveu um acontecimento histórico dos mais importantes: o lançamento do livro “Estante do Tempo”, do escritor, poeta, historiador, professor e acadêmico Nicodemos G. Napoleão. A obra retrata a vida política, social, cultural, educacional e folclórica do Município de Alto Santo, desde os primórdios da fazenda Utuva até os dias atuais. Numa narrativa simples e uma linguagem acessível a todos os níveis, o autor aproxima os diferentes espaços sociais. São 53 capítulos, 618 páginas, 545 fotografias que constituem “uma prazerosa viagem no tempo”, como afirma a Advogada Hilária Naquel de Sousa da Silva. Segundo o Dr. Hélio Rufino Cunha, renomado médico cearense, natural de Alto Santo, prefaciador da obra, “ao ler a Estante do Tempo, o filho de Alto Santo se emocionará e perceberá os escritos como partes reveladas de si mesmo e dos seus antecedentes pela história”. Já o Dr. Francisco Ireilton Bezerra Freire, Juiz Titular da Vara Única de Icó, que escreveu o posfácio, baseado em fatos concretos e descrições bem elaboradas pelo autor, acredita que “Estante do Tempo já nasce obra de referência e um clássico, servindo de base e inspiração para todos quantos labutam na historiografia e na literatura regionais”.
 

 
A solenidade de lançamento, organizada pela Secretaria Municipal de Cultura, contou com a presença dos diversos segmentos da sociedade local, além de várias autoridades: Dr. Francisco Ireilton Bezerra Freire, Juiz Titular da Vara Única de Icó; Deputados Estaduais Antônio Granja e Ely Aguiar; Dr. Francisco Holanda Guedes (Francini), ex-deputado e atual Prefeito de Jaguaribara; Dr. José Júlio, Prefeito do Município de Antônio Martins, no Rio Grande do Norte; Maria Genileuda Moura de Oliveira, Vice-Prefeita de Alto Santo; Vereador Francisco Martins Maciel, Presidente da Câmara Municipal de Alto Santo; Vereadores Jucelino Sales de Oliveira, Edísio Girão Lima e Maria Geudir Gurgel Tavares; Dr. Iury Rufino Queiroz, Procurador do Estado do Piauí; Dra. Luci Uchoa, representante do Superintendente Estadual da Funasa, Dr. Leonildo Farias; Francisco Bernivaldo Carneiro e Francisco de Moura, representantes da Academia de Letras dos Municípios do Estado do Ceará – ALMECE; Carlos Henrique Rodrigues Cavalcante, Secretário Municipal de Educação; Professor Cleison Rabelo, fundador e Presidente do Instituto Teológico Padre Giuliano – Itepagi; Bráulio Bessa Uchoa, da Rede Globo; uma comissão de professoras da Escola Monsenhor Dourado, de Fortaleza, e outras autoridades.
O autor Nicodemos G. Napoleão, que apresentou a obra de forma descontraída, deixou transparecer aos presentes, a “consciência tranquila do dever cumprido”, ao oferecer às presentes e futuras gerações, uma obra da mais alta relevância para a história de Alto Santo, da Região Jaguaribana e do Estado do Ceará.

TV JAGUAR