FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 21 de dezembro de 2015

Sete trabalhadores são encontrados em situação de escravidão em Morada Nova e Quixeré


Os trabalhadores viviam em barracas de plástico sem condições de moradia. Eles foram resgatados e foram feitos os pagamentos das verbas rescisórias.

Sete trabalhadores em situação de trabalho escravo, em razão das condições degradantes a que estavam submetidos, foram resgatados nos municípios de Morada Nova e Quixeré, na Região do Jaguaribe, no Ceará.

O grupo foi resgatado durante  operação realizada por fiscais do Ministério do Trabalho e Emprego, Ministério Público do Trabalho e Polícia Federal, no período de 11 a 21 de novembro.

De acordo com a equipe de fiscalização, os trabalhadores estavam alojados precariamente no interior das fazendas. Em uma delas, o alojamento era debaixo de uma lona de plástico.

Em Quixeré, a fiscalização constatou submissão de dois trabalhadores a condições degradantes de trabalho, em atividades relacionadas à conservação e reconstrução de cercas.

Na zona rural do município de Morada Nova, os fiscais constataram a submissão de cinco trabalhadores em condições degradantes de trabalho. Eles estavam desenvolvendo atividades relacionadas à extração de lenha para uso na linha de produção de telhas fabricadas por indústria cerâmica.