FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Pacientes lamentam decisão de hospital de Limoeiro do Norte não atender outras cidades

Conselho Estadual de Saúde detectou que os recursos não estavam sendo destinados para as áreas devidas

 

  

Hospital de Limoeiro do Norte não deve receber pacientes de outras cidades (FOTO: Reprodução Google Maps)

Os moradores de Limoeiro do Norte e cidades vizinhas reclamaram da limitação no atendimento do Hospital Dr Deoclécio Lima Verde. A decisão de restringir o acesso da população passou a valer nesta sexta-feira (12).

A decisão de fechar as portas do hospital foi tomada pela Prefeitura de Limoeiro do Norte, após a suspensão do repasse do Governo do Estado, no valor de R$ 90 mil. A medida atendeu recomendação do Conselho Estadual de Saúde que detectou que os recursos não estavam sendo destinados para as áreas devidas.

Além de Limoeiro, o hospital atendia outros 11 municípios da região. Francisco Moreira é morador do distrito de Flores, em Russas, lamenta o fechamento das portas e critica a má gestão. “É uma irresponsabilidade muito grande. Acho que não tem o que dizer. Sei que a saúde pública está uma palhaçada”.

A opinião de Roberto Lima não é diferente. Ele aponta as deficiências que a população do interior enfrenta no quesito saúde. “Essa notícia é triste, vergonhosa por parte da falta de repasse. A gente bem sabe que existe cidade que a saúde é quase zero”.

Esta não é a primeira vez que prefeituras do interior tomam essa decisão. No ano passado, a prefeitura de Quixeramobim, no Sertão Central, decidiu restringir o atendimento no Hospital Dr Pontes Neto, recebendo apenas pacientes do próprio município.

Tribuna do Ceará