FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Prefeitos eleitos buscam liberação de recursos



undefined
Prefeito de Russas, Weber Araújo (PRB) 
Passado o desgaste da campanha eleitoral, é hora de arregaçar as mangas. Foi com o objetivo de assegurar recursos para os municípios que alguns prefeitos eleitos já foram à Brasília em busca de garantir verbas para seus novos mandatos. Com o discurso afinado de que ainda estão muito envolvidos com a administração, prefeitos ouvidos pelo Jornal O Estado já articulam a liberação de verbas, sobretudo para áreas de saúde e educação.
O prefeito reeleito de Russas, Weber Araújo (PRB), disse ao jornal, no Aeroporto Internacional Pinto Martins, que uma das providências será procurar a destinação de recursos para custeio da educação no município. Araújo, entretanto, demonstrou tranquilidade para o novo mandato. Segundo ele, apesar da crise vivenciada pelos municípios brasileiros, Russas tem cumprido com suas obrigações, sobretudo a folha salarial dos servidores estão em dia.
“Nós estamos com a folha de pagamento completamente em dia, inclusive do décimo terceiro”, frisou ele. O prefeito, inclusive, faz planos de investimentos já para a nova gestão. Ele informou que, possivelmente, ainda neste ano, será iniciada a construção de uma escola profissionalizante, no valor de 10 milhões de reais. Essa obra, conforme ele, era o que “estava faltando em Russas, porque ela vai capacitar jovens para o mercado de trabalho”. O problema maior, disse, é a questão hídrica. O gestor, no entanto, afirma que já tem adotado as providências junto ao governo estadual para garantir o abastecimento da cidade.
Maracanaú

Quem também esteve em Brasília, em busca de recursos, foi o prefeito reeleito de Maracanaú, Firmo Camurça (PR). Ele disse que uma das providências será cobrar os deputados para que apresentem emendas ao orçamento da União, destinando recursos para conclusão das obras em andamento. A prioridade, segundo pontuou, é, acima de tudo, concluir o que foi iniciado no primeiro mandato e avançar de melhorias para o município.
Firmo Camurça, prefeito reeleito, quer concluir obras iniciadas no primeiro mandato. FOTO: BANCO DE DADOS / OEQuestionado sobre as áreas que mais demandam atenção Camurça destacou a saúde, que, “embora tenha avançado, precisa melhorar mais ainda”. Ele respondeu que a mudanças são feitas “o tempo todo, sempre que é necessário melhorar a prestação de serviços para a população de Maracanaú.
Descrença

Presidente da Confederação Nacional dos Municípios, Paulo Ziulkoski, acredita que a maioria dos prefeitos eleitos em outubro não conseguirá cumprir suas promessas de campanha. E muitos podem até sofrer com a Lei da Ficha Limpa por causa da difícil situação fiscal vivida pelas administrações municipais.
“Com as medidas que o governo vem adotando, como a PEC 241, [o prefeito eleito] já sabe que vai entrar em colapso. [Afeta] ainda mais o cidadão mais desprotegido. Não que não tenha que ter ajuste, mas como você vai falar de Plano Nacional de Educação, creche, merenda escolar, como vai falar em saúde, saneamento, violência, esgoto? Tem candidatos falando em atuar na segurança, que é competência do Estado, quando não têm um centavo para aplicar numa creche. A grande maioria [dos prefeitos eleitos] vai virar ficha-suja”, disse Ziulkoski.
Jornal O Estado CE