FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Filme sobre a realidade de transexuais em presídio cearense é lançado em Fortaleza



O filme será lançado no Cinema do Dragão do Mar, em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans

O filme traz depoimentos de Jéssica, Suyanne, Bruna e Natália, quatro detentas da Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes (FOTO: Divulgação)

O documentário “Close”, da jornalista e cineasta Rosane Gurgel, retrata os desafios e conquistas dos internos gays, bissexuais e travestis no sistema prisional brasileiro. Em comemoração ao Dia da Visibilidade Trans, o curta-metragem será lançado no Cinema do Dragão do Mar, em Fortaleza, na próxima segunda-feira (30), às 18h.

O filme traz depoimentos de Jéssica, Suyanne, Bruna e Natália, quatro detentas da Unidade Prisional Irmã Imelda Lima Pontes, destinado a presos GBT, idosos, deficientes físicos e condenados pela Lei Maria da Penha, localizado em Aquiraz, Região Metropolitana de Fortaleza.
De acordo com Rosame, a diretora do documentário, a ideia foi promover a visibilidade para um assunto pouco explorado e comentado não só pela mídia, mas pela sociedade também.

“Precisamos abordar mais sobre os direitos LGBT para pessoas que estão em liberdade, mas também para as que estão reclusas no sistema penal, principalmente por serem as mais vulneráveis da população prisional”, ressalta Rosane.

O documentário contém cenas divididas entre momentos difíceis e momentos divertidos vividos pelas detentas. No lançamento do filme, após a exibição, será realizado debate com a jornalista e diretora do filme, com o presidente da Associação Cearense de Críticos de Cinema (Aceccine) Diego Benevides, com o advogado e ex-secretário da Justiça e Cidadania do Ceará (Sejus), Hélio Leitão e com a coordenadora política do Grupo de Resistência Asa Branca (Grab) Dediane Souza.


FONTE: TRIBUNA DO CEARÁ