FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

Homem é levado a Delegacia de Quixadá-CE por se recusar a pagar prostituta




undefined

Em Quixadá, na região Central do Ceará, um homem foi levado a Delegacia Regional pela Polícia Militar ao se negar pagar o valor cobrado por uma prostituta. A ‘profissional do sexo’ alega que o acusado contratou os seus serviços e após o ato libidinoso, recursou-se a honrar o ‘contrato’.

O caso foi levado a Delegacia Regional de Polícia Civil de Quixadá, e registrado um Boletim de Ocorrência-BO. Há quem entenda que o caso não se configura como delito na área criminal, outros analisam que podem ser passivo de cobrança na área civil ou até trabalhista.

Profissionais do sexo têm direito a proteção jurídica e, em razão disso, podem cobrar por esse tipo de serviço em juízo. Esse entendimento é da 6ª Turma do Superior Tribunal de Justiça.
O caso não foi relato no boletim oficial do 9º Batalhão da Polícia Militar, mas o homem, aparentemente idoso, agora vai pensar duas vezes antes de tentar aplicar golpe dessa natureza.
Revista Central