FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

terça-feira, 24 de janeiro de 2017

Número de mulheres presas no Ceará cresce 64% em cinco anos



Aumento da população em presídio feminino foi de 748 para 1.233.
Crime mais comum entre as mulheres é o tráfico de drogas, diz polícia.




O número de mulheres presas no Ceará cresceu 64% em cinco anos, com aumento da população carcerário no presídio Auri Moura Costa, exclusivo para mulheres, de 748 em 2012 para 1.233 em 2017. Os dados são da Secretaria da Justiça do Ceará, que administra as prisões no estado.
No Brasil, o aumento da população feminina encarcerada foi de 567% nos últimos 14 anos, segundo o Conselho Nacional de Justiça (CNJ), subindo de 5.601 para 37.380. 

De acordo com a Secretaria da Justiça, o crime mais comum entre as mulheres presas no Ceará é o tráfico de drogas; inicialmente, elas participavam do crime após coação dos companheiros, mas atualmente, segundo a Polícia Civil, já é comum mulheres chefiando esquemas de tráfico.
“Em 2016 nós chegamos ao ponto de desmantelar quadrilhas formadas e chefiadas inteiramente por mulheres, sem participação de marido, namorado ou companheiro”, relata a delegada Patrícia Bezerra.

O segundo crime mais comum entre elas, ainda de acordo com a Secretaria da Justiça, é o roubo.


FONTE:CARIRI CEARA