FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 13 de março de 2017

Governo do CE autoriza atendimento de travestis em delegacias da mulher





O governador do Ceará, Camilo Santana, assinou nesta sexta-feira (10) um decreto que permite transexuais e travestis usarem nomes sociais na utilização dos serviços públicos prestados pelo Governo do Ceará. Também foi determinado o atendimento de transexuais e travestis nas 10 Delegacias da Mulher presentes no estado.

O anúncio foi feito por Camilo Santana durante a primeira reunião do Comitê de Governança do Pacto por um Ceará Pacífico de 2017, realizado no Palácio da Abolição.
O decreto de Camilo Santana também obriga a inclusão de representantes do movimento LGBT nos Conselhos Comunitários de Defesa Social (CCDS), vinculados à Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS).
 
“Não tenho dúvida que terá o reconhecimento para garantir segurança a mais pessoas e que não ocorra novamente casos como da Dandara (travesti espancada e morta). Infelizmente não podemos trazer a vida dela de volta, mas podemos criar novos mecanismos de defesa", disse o governador.
Narciso Júnior, coordenador Especial de Políticas Públicas para LGBT, destacou que o Governo do Ceará tem trabalhado para reduzir os índices de violência contra o público homoafetivo. "Dentro da comunidade LGBT, são quem mais são violentadas e passam por situação de preconceito e de morte, como aconteceu com Dandara", disse.

Dandara dos Santos foi a travesti espancada, apedrejada e morta no dia 15 de fevereiro, no Bairro Bom Jardim, em Fortaleza. O crime ganhou repercussão nas redes sociais após o compartilhamento do vídeo que mostra a travesti sendo agredida por um grupo no meio da rua.

Homenagem
Durante o encontro do pacto, o governador e a coordenadora-executiva do Pacto, a vice-governadora Izolda Cela, entregaram a Medalha Herói João Nogueira Jucá aos três bombeiros militares e aos dois civis que participaram do resgate de um bebê e uma criança em acidente no sábado de Carnaval, na localidade de Lajedo, em São João de Aruaru, Morada Nova.
No resgate, ocorrido no último dia 25 de fevereiro, o carro da família perdeu o controle na pista e caiu no Canal da Integração. A ação rápida de populares, os primeiros socorros de um estudante de Enfermagem e a ação dos três bombeiros militares, que estavam fora de serviço, a caminho do quartel de Limoeiro do Norte, foram fundamentais para o resgate das crianças.

Fonte: G1/TV JAGUAR