FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

quinta-feira, 30 de março de 2017

Homem mantém irmã em cárcere privado por 16 anos em Uruburetama- CE




Segundo a polícia, ela vivia em um cômodo isolado, sem banheiro, somente com uma rede e com o teto prestes a desabar

Mulher é libertada de cativeiro que durou 16 anos (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)

Mulher é libertada de cativeiro que durou 16 anos (FOTO: Reprodução TV Jangadeiro)
Depois de 16 anos em cárcere privado, Maria Lúcia Almeida Braga ganhou liberdade. A mulher de 36 anos de idade era mantida presa em um quarto de três metros quadrados. O quarto com paredes rachadas e teto desabando foi onde ela ficou durante muito tempo.
A denúncia de cárcere privado chegou de forma anônima à Delegacia de Uruburetama. Para a vizinhança, a questão não seria de polícia e muitos conheciam a situação de vida da vítima.

Segundo a polícia, ela vivia em um cômodo isolado, sem banheiro, somente com uma rede e com o teto prestes a desabar. O motivo é que ela teria engravidado e a família não aceitou gravidez, mantendo ela trancada com vergonha da sociedade. Após a gestação, a criança foi entregue a terceiros e ela continuou em condição de cárcere.

O responsável pelo cárcere foi o João de Almeida Braga, irmão da vítima. Veja mais detalhes no vídeo do Barra Pesada, da TV Jangadeiro/SBT:



FONTE: TRIBUNA DO CEARÁ