FERRO E AÇO MACHADO EM ALTO SANTO-CE

segunda-feira, 13 de março de 2017

Motorista que atropelou mulher na BR-116 é identificado; carro foi apreendido




Os parentes de Sulamita aguardam a outra parte do corpo dela ser achada, para realizar o sepultamento
O motorista responsável por atropelar e assassinar Francisca Sulamita dos Reis Marques, 52 anos, na última sexta-feira (10), no Km 10 da BR-116, já foi identificado pela polícia após o carro usado por ele ser encontrado em uma oficina na Grande Messejana.

A Polícia Civil chegou até o veículo após denúncia anônima. O carro estava com partes removidas, entre elas o capô, bancos e o câmbio. Conforme informações preliminares da Polícia, essa alteração seria possivelmente para dificultar as investigações.
Ainda no último domingo, o advogado da família Hemeson Rabelo repassou à Polícia pistas sobre a localização de um carro vermelho supostamente envolvido no acidente. "Dois vigias foram testemunhas e viram que o capô do carro levantou com o impacto. O motorista parou, desceu do carro e abaixou o capô, antes de seguir viagem", diz o advogado.



 Veículo foi encontrado em oficina na Grande Messejana em Fortaleza-CE. ( FOTO: LEANDRO SILVA/TV VERDES MARES )
 
Metade do corpo ainda não foi localizada
O diretor da Divisão de Homicídios do Ceará, delegado Leonardo Barreto, informou que a polícia não encontrou o suspeito identificado na residência dele, mas o carro - um Corsa de cor vermelha -, já está na sede da Divisão de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) para ser periciado após ser retirado da oficina.
Além da tentativa de prisão do suspeito, a polícia trabalha para encontrar a parte do corpo da vítima.

O acidente
"Sulamita estava indo pegar uma Topic para ir para o município de Horizonte, onde morava", conta Rabelo. Ao tentar atravessar a rodovia, após sair do trabalho, a empregada doméstica foi atingida por um veículo em alta velocidade, quando falava ao telefone com a irmã. Devido ao forte impacto, o corpo da vítima foi desmembrado e somente algumas partes foram encontradas.
O atropelamento foi gravado por uma câmera de vigilância de uma empresa instalada na rodovia. Parentes da família foram até a empresa de cargas para ver as imagens e gravaram com um celular. O atropelamento ocorreu às 18h02 da última sexta-feira (10). Como o automóvel estava em alta velocidade, não dá para identificar, com exatidão, a placa, nem o modelo. 

A família ainda busca a outra parte do corpo da vítima (o tronco e os membros superiores) para providenciar o sepultamento.

FONTE: DN